Capacidade para amar

Ver PDF | Ver Impressão
por: Giovanna Total leituras: 274 Nº de Palavras: 2664 Data: Mon, 7 Mar 2011 Hora: 10:40 AM 0 comentários

A capacidade de amar com o cariz de paixão, atração e poder partilhar na vida este sentimento com outro caracteriza-se por ser um dos tipos de relação mais profunda que o ser humano pode desenvolver. Quando falamos de um relacionamento familiar como pai – filho estamos a falar de algo inato já que existe o forte vínculo de dependência aquando da criação e crescimento de um filho. No caso de uma relação amorosa diz-se que é mais profundo já que nada existiria à partida para dar inicio a esta relação, assim falamos de um sentimento muito forte que faz unir duas pessoas física e psicologicamente. Consequências positivas surgem de relacionamentos amorosos de longa data onde existe compromisso, por exemplo aumento da auto-estima, felicidade e boa disposição.
Na relação podemos observar várias atitudes conhecer o outro e ser conhecido, compreender e ser compreendido, aceitar o outro como é e ser atraído por isso.
O intercâmbio numa relação envia interações positivas ou negativas, por esta razão muitas vezes o divórcio é sinal que durante o relacionamento as interações eram mais negativas do que positivas, a crítica, o desprezo, a obstrução e falta de respeito são atitudes que esgotam a harmonia de um par. Para ser duradoura a relação devem ser baseada em ações positivas, como o elogio, a confiança, admiração e aceitação. A terapia no casamento que é cada vez mais utilizada por casais que buscam a durabilidade da relação ao invés da ruptura, tem por base aumentar o conjunto de interações positivas ao contrário das negativas. Alguma controvérsia é gerada ao longo desta situação uma vez que existem que defendam que as interações negativas fortalecem também a relação.
A partilha de boas noticias entre o casal são o reflexo de uma interação positiva, que influenciam a durabilidade e a saúde da relação, isto é, existe a tendência que quando mais boas noticias e bons acontecimentos se sucedem na vida de um casal e mesmo na interação com outras pessoas, a relação torna-se mais duradoura, já que influência positivamente o estado de alma do outro, estudos comprovam isto mesmo, que ficamos contentes com o sucesso e bem estar dos outros.

A busca pelo o amor é uma necessidade universal do ser humano, faz parte central da nossa vida, temos a necessidade de pertencer, neste caso não um grupo mas a alguém, de sermos cuidados e de partilharmos a intimidade com alguém. É normal ter por exemplo 30 anos e procurar uma cara metade, trata-se de uma necessidade humana que se revela com diferentes intensidades de acordo com as diferentes pessoas.
Se está sozinha não desespere, você ainda irá escutar belos poemas de amor, as estatísticas dão conta que os relacionamentos têm tendência a consolidar-se cada vez mais tarde, os solteiros são solteiros mais tempo, e a duração dos casamentos é cada vez mais pequena. Este fenómeno acarreta que o casal é pai cada vez mais tarde e daí indirectamente também influencie o numero de filhos do casal.
Espero que tenha dado uma ajuda na compreensão dos relacionamentos entre as pessoas, nomeadamente num plano amoroso.

Sobre o Autor

Giovanna e noções de relacionamentos




Pontuação: Não pontuado ainda


Comments

No comments posted.

Add Comment